Jesus – Resumo dos capítulos 166 a 180 da novela da Record

0

Relembre a seguir o que acontece nos capítulos 166 a 180 da novela “Jesus”, exibida pela Record em 2018/2019.

Capítulo 166, 14 de março de 2019 – No santuário, Caifás coloca azeite no candelabro, bem próximo as cortinas. Joana pede para Almáquio preparar um banquete para os prisioneiros. Caifás observa pessoas fazendo ofertas e sorri. Petronius questiona Madalena sobre sua decisão de seguir Jesus. Ela afirma que pretende caminhar com o Messias até o fim de seus dias e é alertada pelo centurião sobre os perigos que estão prestes a surgir em Seus caminho. Jesus e os apóstolos aparecem no pátio do templo. Caifás, irônico, pergunta se jesus também veio trazer ofertas. O Messias começa a falar sobre as ofertas dos escribas e falsos profetas. Caifás fica tenso e revoltado. Joana conta a história do Rico e Lázaro na tentativa de levar Barrabás e os outros presos ao arrependimento. Ioná se emociona ao relembrar um presente deixado por José para ser entregue para Jesus no futuro. Helena e Tadeu se reencontram. Judas observa as riquezas no quarto de Chuza e pede vinho. Satanás fica satisfeito. Ele dá em cima da serva. Jesus avisa Seus apóstolos que pretendem voltar para Jerusalém mesmo diante das perseguições que tem sofrido. Sob a influência do mal, os discípulos passam a questionar as ordens dadas pelo Messias. Dois dias antes da páscoa, Jesus fala com apóstolos que logo será entregue para ser crucificado. Todos ficam apreensivos. Maria, mãe de Jesus, e Madalena temem pelas ameaças que Jesus tem sofrido e se apavoram com a possível chegada de Sua morte.

Capítulo 167, 15 de março de 2019 – Jesus pede para os apóstolos se prepararem para voltar à Jerusalém. Satanás tenta Judas Iscariotes com riquezas e cargos importantes. Se sentindo diminuído, Judas fica tentado a trair Jesus. O apóstolo é humilhado por alguns nobres. Anás e Caifás ameaçam Malco e o convencem a se aproximar de Jesus para encontrar entre Seus seguidores algum insatisfeito que aceite trair o Messias. A família de Jesus se desespera diante das palavras do Messias de que Seu fim está próximo. Maria relembra as palavras ditas pelo sacerdote após o nascimento de Jesus e fica inconsolável. Malco diz que Caifás tem uma proposta para fazer a Judas. O Sumo-Sacerdote oferece vantagens e 30 moedas de prata para que Judas Iscariotes traia o Messias e O entregue nas mãos dos sacerdotes. Jesus reúne Seus seguidores e os encoraja a não terem medo do futuro: “Não temas porque sou contigo, não te assombres porque eu sou o Teu Deus!”. Jesus prega para judeus sobre a passagem de Isaias. O Messias pede para Pedro e João preparem um local para comerem na páscoa. Ele diz que na entrada da cidade de Jerusalém encontrarão um homem que carrega um cântaro com água. O Mestre avisa que eles devem segui-lo até a casa que o homem entrar. Tiago Justo decide seguir Jesus. Joana, Arimatéia, Nicodemos e Maria se reúnem com seus familiares para a celebração da páscoa. Unidos, eles se recordam do significado da festa após a libertação do povo hebreu no Egito. Todos comem cordeiro e celebram a páscoa. Jesus chega para a santa ceia.

Capítulo 168, 18 de março de 2019 – Jesus senta na posição central da mesa e diz que desejou muito comer com os apóstolos antes de partir. Num ato de humildade, o messias lava os pés dos apóstolos. Ele os instruem a fazerem o mesmo uns com os outros, pois ninguém é maior que ninguém. Jesus celebra a Santa Ceia ao partir o pão e distribuir o vinho entre Seus apóstolos. Judas sempre sem graça. Jesus, entristecido, diz que um deles irá traí-Lo. O Filho de Deus diz que será aquele a quem ele der um bocado molhado. E molhando o bocado, entrega a Judas, sentado a sua esquerda. Satanás surge ao lado de Iscariotes. Judas levanta assustado e sai com a bolsa. Jesus pede para que os apóstolos amem uns aos outros. Livona visita Dimas e Gestas na prisão e leva comida para que eles celebrem a Páscoa. Ao ser provocada por seu sobrinho, ela conta para Dimas que Adela morreu protegendo Gestas, assassinada por Caifás. Dimas e Barrabás ficam chocados. Caifás comemora com Anás o interesse de Judas Iscariotes em trair Jesus por 30 moedas de prata. Entristecido, Jesus canta o Salmo 121 com Seus apóstolos ao som da harpa da esposa da Eliaquim e chora, copiosamente: “O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a Terra!”.

Capítulo 169, 19 de março de 2019 – Após participarem da Santa Ceia, os apóstolos pedem para conhecer Deus. Jesus os repreende e afirma que quem O vê vê ao Pai, pois Eles são apenas um. O Messias também consola Seus seguidores e os instrui a não terem medo após Sua morte. Os apóstolos acompanham o Filho de Deus. Durante a comemoração da Páscoa, Antipas teme ficar sozinho e pede para que Temima o faça companhia durante a noite. Cláudia não esconde sua alegria ao ouvir a história da Páscoa ser contada por Joana. Ao ser questionada por Pilatos, ela afirma que o imperador não compreenderia tamanho significado. Pilatos beija Cláudia. Helena diz que quer ser uma seguidora do Messias. Jesus prega sobre a videira. Dimas, Gestas e Barrabás não têm o sono tranquilo durante a noite. Maria e as outras seguidoras de Jesus percebem as semelhanças e significados entre a comemoração da Páscoa e a morte de Jesus. Abraçadas, elas se preparam para a chegada da morte do Messias. Judas anda pela rua atormentado, sombrio, segurando sua sacola. Caifás bebe com os seus. Jesus ensina Seus apóstolos sobre a importância de amar uns aos outros e obedecer a Deus acima de todas as coisas. Jesus leva Seus apóstolos ao Monte das Oliveiras e os prepara para os males que estão por vir após Sua morte. O Messias avisa que, em Seu nome, Seus seguidores serão machucados e humilhados, mas podem contar com a presença e o consolo do Espírito Santo. Ele avisa que os apóstolos O deixarão só.

Capítulo 170, 20 de março de 2019 – Jesus ora no Monte das Oliveiras. Judas segue perturbado. Jesus revela que Seus apóstolos O abandonarão no momento em que for traído por Judas. Pedro afirma que jamais trairia o Messias, mas se surpreende com a resposta dada por Ele: “Nesta mesma noite, três vezes você me negará!”. Jesus vai orar e chama Pedro, João e Tiago Maior com ele. Judas finalmente trai Jesus. Ele diz a Caifás que o Messias está no Monte das Oliveiras e em troca recebe 30 moedas de prata. Jesus cai de joelhos em profunda tristeza. Durante uma oração, Jesus pede que, independente de todo o sofrimento que Lhe aguarda, a vontade de Seu Pai seja feita. Num momento de dor, o anjo Gabriel surge para consolá-Lo. Maria enfrenta dificuldade para dormir diante da aproximação da morte de Jesus e é consolada por Madalena. Em agonia, Jesus clama por Seu Pai e Seu suor se transforma em gotas de sangue. Judas leva os soldados romanos até o Monte das Oliveiras, onde está Jesus. Para sinalizar quem é o Messias, o apóstolo O beija no rosto. Pedro tenta livrar Jesus da prisão e ataca Malco, arrancando a orelha do soldado. Imediatamente, Jesus cura Malco e ordena que as armas sejam guardadas. Em seguida, Ele se entrega.

Capítulo 171, 21 de março de 2019 – Após ser beijado na face por Judas, Jesus se entrega e é levado pelos sacerdotes e seus soldados. Tadeu, Zelote, Mateus, André, Natanael, Tiago Menor, Filipe e Tomé fogem, apressados e assustados. Jesus é levado, amarrado, por guardas do templo. Anás provoca Jesus e faz de tudo para humilhá-Lo, mas é surpreendido pelas sábias respostas do Messias. Jonathan cospe em Jesus e eles riem. Eleazar dá uma rasteira no Messias. Maria fica sabendo que o Filho foi preso. No meio da noite, ela sai à procura de Jesus e se desespera ao presenciar Seu filho sendo açoitado e humilhado pelos soldados. Caifás questiona Jesus se Ele é realmente o Messias, na tentativa de acusá-Lo de blasfêmia. Jesus garante que o próprio sacerdote confirmará Sua santidade quando presenciar Seu retorno. Revoltado, Caifás incita todos a agredirem o Messias. Satanás aparece. Desesperada ao descobrir a traição de Judas, Madalena pede a ajuda de Cláudia para proteger o Messias das acusações dos sacerdotes. Caifás decide julgar Jesus no meio da noite e sem testemunhas. Aos gritos, Arimatéia convence o sacerdote e levar Jesus para julgamento público, na tentativa de livrar o Messias das condenações. Ao ser questionado por perseguidores de Jesus, Pedro nega andar com o Messias e cumpre as palavras ditas anteriormente por Ele.

Capítulo 172, 22 de março de 2019 – Após negar Jesus por três vezes, Pedro relembra os momentos ao lado do Messias e chora amargamente de arrependimento. Após a prisão de Jesus, alguns parentes do Messias temem ser perseguidos e partem para a casa de Lázaro em Betânia. Jesus é levado ao pátio da fortaleza, para que o governador execute a sentença. Caifás e Anás julgam Jesus publicamente e incitam a população a O acusarem de blasfêmia. Malco se arrepende por ter colaborado com a prisão de Jesus e chora, amargamente, com Marta. Ao ver Jesus humilhado e machucado, Judas se arrepende por tê-Lo traído e tenta devolver as 30 moedas de prata aos sacerdotes. Caifás e Anás levam Jesus para a frente do palácio e pedem que Pilatos condene o Messias por blasfêmia. Pilatos ordena que Jesus entre no palácio. Frente a frente, o imperador questiona se o Messias é o rei dos judeus.

Capítulo 173, 25 de março de 2019 – Ao ser questionado por Pilatos, Jesus afirma que Seu reino não é deste mundo e que todos aqueles que pertencem à verdade, ouvem a Sua voz. Sem encontrar culpa alguma em Jesus, Pilatos O envia para Antipas e ordena que a decisão do que fazer ao Messias seja tomada pelo tetrarca. Sem saber o que fazer com relação ao futuro de Jesus, Pilatos ordena que Barrabás seja solto. Acomodados na casa de Lázaro, os apóstolos lamentam a aproximação da morte de Jesus. Emocionada, Betânia relembra o dia em que ofereceu seu perfume mais precioso para lavar os pés do Messias. Ao receber Jesus, Antipas zomba do Messias e tenta convence-Lo a realizar um milagre para provar que realmente é o Filho de Deus. Sem sucesso, Antipas O devolve para Pilatos e diz que não decidirá nada sobre Seu futuro. Desesperada, Madalena implora para que Cláudia converse com Pilatos e o faça libertar o Jesus. Sem encontrar erro no Messias, Pilatos apresenta Barrabás à multidão e ordena que eles escolham quem deve ser perdoado: Jesus ou Barrabás. Influenciados por Anás e Caifás, o povo pede que o ladrão seja libertado.

Capítulo 174, 26 de março de 2019 – Barrabás é libertado e Pilatos manda açoitarem Jesus e depois liberta-Lo. Maria fica angustiada. Caius debocha de Jesus. Judas é atormentado pelo Satanás. Lázaro diz que o Filho de Deus os preparou para este momento. Jesus é açoitado. Pedro, atormentado, chora muito. O Satanás diz que Judas merece morrer. Petronius é surpreendido com a chegada de Maria Madalena. Ela pede para o centurião ajudar Jesus. Tocada pelo pedido de Madalena, Cláudia pede para que Pilatos poupe a vida de Jesus, mas é surpreendida com a resposta do marido: “Não há como evitar Sua morte!”. Satanás vê o estado de Jesus e tenta fazê-Lo desistir. Pedro pede perdão a Deus pelo momento em que negou o Messias. Com peso na consciência após ter traído Jesus, Judas Iscariotes cede às tentações de Satanás e se suicida enforcado em uma árvore. Helena fica feliz ao rever Judas Tadeu. Tiago apoia Deborah. Judas Tadeu visita Helena e a consola diante da punição aplicada ao Messias. O apóstolo explica que, mesmo diante de tanta tristeza, tudo está dentro dos planos de Jesus. Zelote fica indignado ao ver Barrabás comemorando. Deborah reencontra seu filho. Zelote discute com Barrabás. Jesus é açoitado e tem sua pele arrancada pelas ferramentas dos soldados. Ao flagrar tamanha maldade, Petronius relembra a ordem dada por Pilatos e impede que o Messias seja morto.

Capítulo 175, 27 de março de 2019 – Após ser liberto por Pilatos, Barrabás é agredido por Zelote ao provocá-lo debochando de Jesus. Acompanhada de Tiago, Deborah reencontra a família para quem doou seu filho biológico. A filha de Arimatéia fica profundamente emocionada ao pegar o menino nos braços. Pedro se enche de tristeza ao ver a mesa da Santa Ceia vazia. Maria recebe notícias do Filho. Caius e os outros soldados empurram e debocham de Jesus. Profundamente arrependidos, Pedro, André e outros discípulos choram abraçados e lamentam terem abandonado o Messias. Os oficiais romanos cravam uma coroa de espinhos na cabeça do Messias. Marta fica angustiada sem ter notícias. Sem encontrar culpa em Jesus, Pilatos lava as mãos em frente à multidão e afirmar ser inocente diante do derramamento do sangue de Jesus. Helena diz que não podem crucificar Jesus. Kesiah se recusa a conversar com Longinus e lhe acerta um tapa no rosto. Em conversa com Arimatéia, Pilatos diz ter tentado salvar o Messias. Antipas diz que precisa voltar para Tiberíades e chama Temina. Jonathan avisa sobre a morte de Judas. Os apóstolos comentam sobre ele. Anás e Caifás debocham do apóstolo: “Que apodreça no inferno!”. Natanael, Tiago Maior e outros apóstolos relembram profecias ditas por Jesus em que Ele afirma que retornaria após a Sua morte. Todos se enchem de esperança diante da possibilidade de reencontrar o Messias. Desolada com o sofrimento do Filho, Maria anda pelas ruas da cidade aos prantos, é consolada por João e avisa que começou. Um homem trabalha na fabricação de pregos. Outro rapaz trabalha na construção de uma cruz. De fora do palácio, Madalena sofre ao pensar no sofrimento de Jesus.

Capítulo 176, 28 de março de 2019 – Dimas e Gestas carregam sua cruz por toda a cidade, e depois são pregados na cruz. Caifás recupera a moeda que deu a Judas. Judá se arrepende de não ter vivido mais com o Irmão. Antipas deixa o palácio. Ao ser questionado por Petronius, Pilatos ordena que seja escrito “Jesus Nazareno – O Rei dos Judeus” na cruz em que Jesus será pregado. Em meio a gritos de humilhação e ataques, Dimas e Gestas são crucificados. Enquanto Dimas se mostra arrependido, Gestas fica com raiva. A família de Jesus e Seus apóstolos seguem inconsoláveis diante da ordem de crucificação do Messias. Na beira do rio, Zebedeu se emociona ao relembrar a pesca em que Jesus o acompanhou pela primeira vez. Ferido e com a coroa de espinhos, Jesus carrega cruz pela via dolorosa e se prepara para Sua crucificação. Maria Madalena se desespera ao ver algumas pessoas jogando legumes no Messias. Ao ver o estado de seu Filho carregando a cruz, Maria sente uma profunda angústia. Aos prantos, Maria é consolada por Mirian e Sula, mas se enche de coragem e garante que cumprirá sua promessa de estar sempre ao lado de Jesus.

Capítulo 177, 29 de março de 2019 – Jesus segue na Via Crucis levando chibatadas. Satanás tenta fazê-Lo desistir. Ele segue com a cruz e avista uma mulher pobre e sofrida com uma pomba na mão. Ela olha para o Messias, emocionada, abre as mãos e a ave voa. A mulher encara Jesus e chora, silenciosamente. Uma gota de sangue desce pela testa de Jesus. Ele segue carregando a cruz pesada, mas, exausto, cai no chão, fraco e sofrido. O Filho de Deus vê um homem trazendo um cordeiro. Logo em seguida, Satanás acaricia o animal e tenta fazer com que Jesus desista. Maria sofre ao ver o estado de seu Filho. Enquanto muitos humilham Jesus, pessoas que foram curadas por Ele choram diante de Seu sofrimento e relembram o momento em que tiveram suas vidas transformadas pelo Messias. Preocupados, Shabaka e Susana deixam a hospedaria. João tenta ajudar Jesus, mas é ameaçado por Caius. Satanás influencia parte da população a atirar pedras em Jesus a caminho de Sua crucificação.

Shabaka e Susana ficam horrorizados. Sara, Cornélius e Zebedeu se lembram dos milagres feitos pelo Filho de Deus. Madalena pede, desesperada, para que Petronius tenha misericórdia de Jesus. O centurião ordena que um dos homens na multidão ajude o nazareno a carregar a cruz. Em meio às lágrimas, Judas Tadeu relembra quando foi curado por Jesus e enxergou pela primeira vez. Petronius permite que Maria se aproxime e ela ajoelha diante de seu Filho. Ela se joga na frente de Caius tentando impedi-lo de machucar Jesus. Mesmo tão machucado, Ele responde a mãe com sabedoria. Dimas e Gestas veem a aproximação do Messias. Soldados romanos pregam a placa de identificação na cruz de Jesus. Mais uma vez Satanás tenta fazer com que Jesus desista, mas Ele se mantém firme e observa o soldado pegando os pregos para a crucificação.

Capítulo 178, 01 de abril de 2019 – Durante caminhada pela Via Dolorosa, Jesus sofre todos os tipos de humilhações. Tentando proteger o Messias, Maria suplica aos soldados: “É meu filho, tende piedade”. Em resposta, Ele responde à sua mãe: “Não chorem por Mim. Chorem antes por vocês e pelos seus filhos”. Bartimeu descobre que Jesus será crucificado e percebe a finalidade dos pregos que fabrica. Os soldados romanos rasgam as vestes de Jesus. Aflita, Joana deixa o palácio. O Filho de Deus é colocado deitado em cima da cruz. Anás assiste à crucificação, enquanto comenta com Caifás: “Já não parece tão destemido”. Tiago Justo retorna com Deborah e se preocupa com o que Edissa tem a dizer. Jesus começa a ser pregado na cruz. Jesus grita de dor ao ser pregado na cruz. Os apóstolos ficam angustiados. Maria e as outras mulheres ficam horrorizadas. Caius zomba de Jesus. Tiago chora ao receber de Arimatéia a notícia sobre a crucificação de Jesus. Enquanto caminha ao encontro do irmão, Tiago chora relembrando a época em que não acreditava no Messias. Ele ainda se emociona pensando no momento em que pediu perdão a Jesus. A cruz com Jesus pregado é erguida. Joana vê e fica arrasada.

Satanás provoca o Messias: “Aí está o Seu trono, feito de madeira e pregos. Tanto sofrimento será esquecido em pouco tempo”. Jesus encara Satanás com firmeza. O Messias é crucificado entre Dimas e Gestas. Jesus pede para Deus perdoar as pessoas, pois elas não sabem o que fazem. Anás e Caifás ficam satisfeitos. Tiago Justo chora de remorso ao ver o Irmão crucificado. Influenciados pelo Satanás, Anás e Caifás humilham Jesus. Maria chora aos pés do Filho. Gabriela tenta confortar Pedro. Caius estende uma esponja molhada de vinagre até Jesus. Dimas se mostra arrependido e é confortado por Jesus. Tentado por Satanás, Gestas provoca Jesus e não acredita em Suas palavras: “Você não pode fazer nada, nem por mim nem por ninguém”. Dito isso, o céu começa a se escurecer e deixa os soldados e sacerdotes assustados. O Satanás começa a temer. Pilatos estranha a mudança no tempo. Mateus chora ao ver seu Mestre crucificado. Cláudia tenta consolar Helena. Após a crucificação de Jesus, Caifás se alegra e comenta com Anás: “Agora que nos livramos do Nazareno, temos que caçar Seus seguidores”. Os apóstolos ficam temerosos.

Capítulo 179, 02 de abril de 2019 – O céu vai ficando cada vez mais escuro. Em seu último momento de vida, Jesus diz ‘Está consumado’. Uma gota de chuva cai do céu. “Pai, nas tuas mãos entrego o Meu espírito”, disse Jesus a Deus. Jesus fecha os olhos, morrendo. Satanás, então, se enfurece por perceber quem nem mesmo a morte pode derrotar o Filho de Deus. A terra começa a tremer. Maria chora em profunda tristeza. Caifás tenso, com pensamentos sombrios, se assusta ao ver o véu do santuário partir-se em dois pedaços. As pessoas se desesperam com o tremor de terra. Barrabás fica tenso. Temendo o significado do tremor após a crucificação de Jesus, Caifás e Anás querem apressar a morte do Messias. Eles pedem a permissão de Pilatos para que Jesus e os condenados tenham as pernas quebradas e que os corpos sejam retirados o quanto antes. Sem hesitar, o rei nega o desejo: “Se querem punir mais alguém, que façam vocês mesmos”.

Mateus vai ao encontro dos apóstolos e conta que Jesus foi crucificado. Pedro, que negou Jesus três vezes no mesmo dia, ficou devastado com a notícia. Mateus ainda avisou que Caifás irá caçar todos os seguidores do Messias. Thiago perde perdão a Deus por ter duvidado de Seu Filho e promete: “Eu vou Te servir muito mais agora. Em nome do Seu Filho, de Jesus”. Caius é atingido por uma enorme pedra que cai sobre suas pernas. As pessoas no palácio tentam se segurar. Dimas e Gestas morrem. Longinus enfia uma lança no corpo de Jesus, de onde começa a jorrar sangue e água. Petronius diz que este Homem é mesmo Filho de Deus. Satanás olha para a cruz e grita, desesperado. Muitas pessoas voltam ao Gólgota, arrependidos por não terem reconhecido o Filho de Deus. Ao ver Edissa chorando pela crucificação do Messias, Arimateia sugere oferecer seu sepulcro para enterra-Lo. Ele pede permissão a Pilatos para que assim seja feito e é atendido. Ao chegar no local da crucificação, é recebido por Maria que o agradece pelo gesto. O Messias é retirado da cruz. Em cena emocionante, Maria segura o corpo de seu Filho enquanto é amparada por Miriam e Sula. Maria termina de cobrir o Filho com pano de linho branco. O triste cortejo de Jesus segue pela paisagem de Gólgota.

Capítulo 180, 03 de abril de 2019 – João, Nicodemos e Aritmateia finalizam sepultamento de Jesus. Maria ainda recebe ajuda para cuidar dos unguentos e preparar o corpo do Messias. Natanael explica o significado do que viu durante a crucificação de Jesus, quando corpo do Messias foi perfurado. Os apóstolos ainda relembraram o batismo de Jesus feito por João Batista. Caifás recorre a Pilatos para pedir outro favor. O sacerdote quer que seus soldados guardem o sepulcro do Messias por três dias, justificando que Seus discípulos poderiam furtar o corpo. Pilatos ordena que Terencius e Longinus selem o túmulo. Os dois colocam um selo romano na corda que sela a pedra do sepulcro. Na sequência, eles colocam massa de argila entre a pedra e a parede. Após um segundo tremor de terra, o sepulcro do Messias é demolido. Outros túmulos se abrem e muitos corpos são ressuscitados. Terencius e Longinus se apavoram. Eles veem Gabriel em forma de anjo sentado sobre a pedra que tampava o sepulcro. Shabaka se surpreende ao ver Goy. Barrabás se apavora ao ver o filho do publicano vivo. Livona vê Adela e se desespera. Levi, morto acusado por Caifás de trabalhar aos sábados, ressuscitou após o segundo tremor de terra. O sumo-sacerdote se assustou ao vê-lo caminhando pelas ruas. Caifás corre para casa, aterrorizado. Assustada, Livona questiona Caifás sobre o significado destes tremores. Petronius entra no sepulcro e vê o local vazio com panos brancos pelo chão. Ele sai apressado. Temendo serem punidos com execução, Longinus e Terencius procuram ajuda de Caifás. Em troca de muitas moedas, o sacerdote convence os soldados a dizerem que o corpo do Messias foi furtado por seus seguidores.

Quer ler mais? Acesse o resumo dos capítulos 181 a 193 de Jesus!

Compartilhe: