Novela Jesus final – Resumo dos últimos capítulos

247

A novela “Jesus” está na reta final e é exibida pela Record na faixa das 20h30. Acompanhe a seguir o resumo dos próximos e últimos capítulos:

Capítulo 181, 04 de abril de 2019, quinta – Acompanhada de Sula, Mirian e Madalena, Maria encontra o sepulcro de Jesus aberto e se surpreende. Ao entrar no local, o anjo Gabriel aparece e lhes disse: “Sei que procuram Jesus, o Nazareno, Aquele que foi crucificado. Ele ressuscitou”. Gabriel deixa informações do Messias às mulheres e pede que avisem aos apóstolos para seguirem para a Galileia. Susana conversa com Lázaro sobre o que viu e reafirma: “Não podemos deixar que as palavras do Messias sejam esquecidas”. Lázaro concorda e diz que é preciso manter Seus ensinamentos mais vivos do que nunca. Maria e as outras mulheres contam aos apóstolos que viram o anjo Gabriel e foram informadas de que o Messias havia ressuscitado e pedem para eles irem para a Galiléia. Pedro e os outros discípulos, porém, não acreditam em suas palavras. Decepcionada, Mirian rebate Pedro: “Vai negar o Messias novamente?”. Decepcionada por ver Pedro negando Jesus novamente, Maria Madalena chama por Jesus. Em Seu sepulcro, é surpreendida pelo Messias que lhe pede: “Vá ao encontro de Meus irmãos e diga a eles que subo para Meu Pai e Vosso Pai, para Meu Deus e Vosso Deus”. Temendo que todos saibam sobre a Ressurreição de Jesus, Caifás vai até o palácio para encontrar Pilatos. Ele convence o governador com sua versão de que os apóstolos roubaram o corpo do Messias para espalhar que a escritura está se cumprindo. Pilatos, então, ordena que Petronius investigue o caso e procure por Longinus e Terencius. Joana, Claudia e Helena tentam convencer Pilatos de que Caifás está mentindo sobre roubo do corpo de Jesus. Irredutível, o governador não acredita na Ressurreição de Jesus: “Para mim está claro que os tais discípulos querem criar a desordem e o caos. Não permitirei que isso aconteça”. Jesus aparece para Maria, Sula e Mirian. As mulheres falam para apóstolos que viram jesus, mas eles hesitam em acreditar que o Messias teria aparecido para elas e não para um deles, ao que Mirian rebate: “Aparecer para quem O negou três vezes?”. Acompanhada de Helena, Joana vai ao encontro dos discípulos de Jesus e conta sobre a conversa entre Caifás e Pilatos. Ela os avisa que, a partir de agora, serão perseguidos pelos romanos.

Veja também o que vai acontecer nas outras novelas na página ‘Resumo das Novelas‘ e conheça mais sobre a nova novela bíblica da Record na página com o Resumo de Jezabel!

Últimos Capítulos

Capítulo 182, 05 de abril de 2019, sexta – Petronius vai até a casa de Caifás para falar com Longinus e Terencius e questiona o desaparecimento dos dois. Arimateia, Chuza, Nicodemos e Tiago Justo se encontram com Petronius no sepulcro do Messias e tentam, novamente, convencê-lo sobre a Ressurreição de Jesus. Nicodemos ainda contou aos fiéis que leu partes das Escrituras em busca de respostas e diz: “Finalmente sinto como se meus olhos tivessem sido abertos pela palavra de Deus”. Pedro se revolta ao lembrar que negou Jesus três vezes e deixa o esconderijo dos fiéis. Enquanto corre pela cidade, se lembra dos ensinamentos do Messias sobre perdoar as pessoas. Na presença de Mirian, Maria e Madalena, Susana diz que pensará em um jeito de levar os apóstolos à Galileia e Shabaka também oferece ajuda. Ainda na hospedaria, ele conversa com Mirian e declara seu amor a ela. Após Pilatos decretar a prisão dos seguidores de Jesus, Joana o interrompe e diz que ele não pode fazer isso. Enquanto Chuza tenta contê-la, Joana enfrenta o governador e o questiona: “Vai prender sua filha também? Sabe muito bem que ela crê em Jesus”. Sem perceberem, Zelote e Cleópas recebem a aparição de Jesus enquanto caminham no deserto,, mas eles não O reconhecem. Jesus fica triste com a falta de fé de Cleópas e Zelote. Petronius decide poupar a vida de Longinus e Terencius, mas ordena que achem o corpo de Jesus, interroguem todos os que creem nele e prendam Seus apóstolos. Jesus partilha o pão e diz: “Pai, eu abençoou este alimento dando-Lhe garças por ele”. Cleópas e Zelote, imediatamente, se alegram ao entenderem que estavam na presença do Messias o tempo todo.

Capítulo 183, 08 de abril de 2019, segunda – Petronius ordena a prisão de todos os que andavam com Jesus. Na esperança de convencer Petronius sobre a Ressurreição de Jesus, Madalena retorna ao palácio para reencontrá-lo. Petronius pede para um soldado romano seguir os passos de Maria Madalena. Maria conversa com Mateus sobre Pedro ter negado Jesus três vezes e, afirma que, ainda assim, não podem abandá-lo. O apóstolo concorda com ela: “Todos nós erramos naquela noite. A realidade é que todos fomos covardes, negamos Jesus de uma forma ou de outra”. Durante sua caminhada, Pedro recebe a visita de Jesus no tanque de Siloé e se lembra do que Ele havia dito: “O Filho do Homem está para ser entregue nas mãos dos homens. Estes vão matá-Lo, mas no terceiro dia Ele ressuscitará”. Pedro, então, corre ao encontro dos apóstolos para contar o que viu. Nicodemos se emociona ao ler para Tiago Justo as passagens das Escrituras. Eles percebem que todas as profecias e tudo o que Jesus havia dito estão se cumprindo. Enquanto anda pela cidade, Tiago Justo vê o Filho de Deus caminhando ao seu encontro e cai de joelhos, emocionado. Maria Madalena percebe a presença do guarda e busca abrigo na casa de Edissa, que a ajuda imediatamente. Elas ainda explicam a Elias sobre o significado da Ressurreição de Jesus. Longinus e outros soldados fazem uma busca pelos apóstolos na hospedaria de Shabaka. Ao ser confrontado por Mirian e Susana, os guardas decidem levar todos para serem interrogados por Petronius. Susana enfrenta o centurião e o deixa sem palavras: “Petronius, você pode negar, mas tenho certeza que conhece a verdade. Sabe que Jesus é quem diz ser”. Pedro, Cleópas e Zelote dizem ter visto Jesus. Os apóstolos custam a creditar que é mesmo Jesus. Após questionarem as atitudes de Jesus, os apóstolos são surpreendidos pela visita do Messias. “Por que estão perturbados? E por que sobem tais pensamentos aos corações?”, pergunta o Messias. Enquanto choram e abraçam o Filho de Deus, Ele diz: “Assim como o Pai Me enviou, também envio a vocês. Recebam o Espírito Santo”. Para que recebam o Espírito Santo, Jesus sopra sobre eles.

Capítulo 184, 09 de abril de 2019, terça – As mulheres preparam um peixe para o Messias. Dias depois da crucificação de Jesus, Tomé retorna ao esconderijo dos apóstolos. Ele é informado de que o Messias ressuscitou e que Ele os visitou, deixando orientações para que sigam à Galileia. Apesar de todos afirmarem ter visto Jesus, Tomé não acredita. Após receber a visita de Jesus, Tiago Justo volta para casa e conta a Deborah, Edissa e Maria Madalena o que viu. Sua esposa se emociona com o relato: “Não consigo descrever a minha alegra em vê-lo assim. Sei o quanto se culpou por ter demorado a crer no Filho de Deus”. Ao saber da prisão de Mirian, Shabaka e Susana, Maria vai ao encontro de Petronius. Ele a questiona sobre o paradeiro dos apóstolos e as buscas pelo corpo do Messias. Maria tenta convencê-lo sobre a ressurreição de Jesus: “Onde Ele está agora, você não pode tocá-Lo, Petronius”. Pilatos cobra explicações de Petronius sobre a buscas pelo corpo de Jesus. O centurião conta que interrogou alguns de Seus seguidores e que todos dizem que o Messias ressuscitou. O governador questiona se o centurião acredita neles e o ameaça tirar de seu cargo. Caifás tem pesadelo com Judite, morta por apedrejamento após ser acusada de adultério. Ensanguentada, ela diz para o sacerdote: “Vou levar você comigo para o inferno”. Ele acorda desesperado e grita com Livona. Petronius se lembra da crucificação de Jesus enquanto caminha pela cidade. O centurião ainda tem uma visão de Noemi, que ficou gravemente ferida em um incêndio causado por Barrabás. O ladrão aparece em seguida e é morto por Petronius com uma espada. Seguindo as recomendações de Jesus, os apóstolos terão de seguir para Galileia, mas precisam passar pelos soldados romanos. Joana e Helena pensam em um jeito de fazê-los passar pelos portões. Arimateia também afirma que fará o possível para ajuda-los: “Se preciso for, usarei todos os meus recursos para proteger os apóstolos”.

Capítulo 185, 10 de abril de 2019, quarta – Zelote recebe a notícia de que Barrabás foi encontrado morto na cidade. Ele se desespera e, mesmo correndo risco de ser visto pelos soldados romanos, decide ir ao sepultamento do irmão. Os apóstolos tentam impedi-lo, mas ele foge do esconderijo. Petronius finge surpresa ao saber, por Longinus, sobre a morte de Barrabás. Ele aproveita a ocasião do sepultamento para colocar os soldados de vigia no sepultamento na tentativa de capturar seu irmão, Zelote. Helena, Cassandra e Joana se unem para pensar em um jeito de levar comida ao esconderijo dos apóstolos. Elas decidem pedir ajuda de Almáquio, mas o cozinheiro se recusa a colocar sua vida em risco. Bartimeu, que foi curado por Jesus, é interrogado sobre o paradeiro dos apóstolos. Soldados reviram a casa onde estão as mulheres e colocam uma espada no pescoço de Mirian. A casa de Edissa e a hospedaria de Shabaka também são alvos dos romanos, mas todos disseram que Jesus ressuscitou. Enquanto procuram Caifás, Tiago Justo, Arimateria e Nicodemos observam Estevão, um seguidor de Jesus, espalhando as palavras do Messias na cidade. Justo se emociona ao conversar com ele e afirma: “Ele será muito útil na missão que Jesus nos deu”. Tiago Justo, Arimatéia e Nicodemos flagram Caifás e Anás interrogando dois homens sobre o paradeiro dos apóstolos. Tiago Justo os chama de assassinos: “Conspiraram para matar o Filho de Deus”. Em seguida, os sacerdotes ameaçam prender o irmão do Messias. Os soldados surpreendem os apóstolos com espadas em punho. Apesar da tentativas de impedi-lo, Zelote consegue ir ao sepultamento de Barrabás. Enquanto se despede do irmão, soldados romanos o surpreendem e o levam a Petronius. Betânia encontra o apóstolo no meio do caminho e se desespera ao vê-lo sendo levado pelos romanos.

Capítulo 186, 11 de abril de 2019, quinta – Petronius manda Terencius prender Zelote. Levado até Petronius, o apóstolo acusa o centurião de ser o assassino de seu irmão: “Suas mãos estão tão sujas de sangue, como as de Barrabás”. Ainda assim, Petronius afirma não ter sido ele o autor do crime. Após ver Zelote sendo levado pelos soldados romanos, Tadeu busca a ajuda de Helena para salvar o apóstolo. Enquanto se despedem, Claudia chega e flagra os dois juntos. Helena fica sabendo sobre a prisão de Zelote e decide conversar com Petronius. Mesmo após relembrá-lo de que foi o apóstolo quem encontrou Cassandra e a curou da lepra, o centurião continua irredutível: “Nada do que me disser vai me fazer mudar”. Deborah procura por Elias. Pilatos manda Petronius fazer com que Zelote fale. Os apóstolos tentam se esconder. Betânia se preocupa com Zelote. Shabaka sugere uma invasão à prisão. Zelote é torturado pelo soldados romanos, que tentam descobrir sobre o paradeiro dos apóstolos e do corpo de Jesus. Mesmo gravemente ferido, ele segue afirmando que o Messias ressuscitou e que jamais diria onde os discípulos estão. Petronius chega e, novamente, tenta tirar informações suas, mas ele se recusa: “Prefiro morrer fazendo a coisa certa”. Elias fica preocupado com sumiço de Tiago Justo e foge de casa para procurá-lo. No caminho, um homem lhe oferece ajuda, mas descobre que ele conhece os apóstolos e tenta usá-lo para conseguir uma recompensa dos romanos. Zelote e Judas Tadeu não voltam do sepultamento e deixam os apóstolos preocupados. João acredita que eles foram presos, mas Mateus afirma que eles jamais os delatariam. Mateus deixa seus escritos com Natanael e vai com Pedro à cidade em busca de notícias sobre os dois apóstolos. Claudia acompanha Tadeu para fora do palácio. Arimatéia e Tiago Justo reencontram Elias. Susana e Shabaka recebem Betânia, Marta e Lázaro na hospedaria após informação de que Zelote havia sido preso. Os dois, então, pensam um plano para tirar o apóstolo da prisão. Em seguida, Pedro e Mateus chegam à hospedaria e decidem ajuda-los. Confrontada por Pilatos sobre o paradeiro do corpo de Jesus, Madalena reafirma que Ele ressuscitou: “O Mestre existe antes mesmo de tudo existir. Não conversou com Ele? Tenho certeza que percebeu não se tratar de um homem comum”. O governador, então, se lembrou das palavras ditas pelo Filho de Deus.

Capítulo 187, 12 de abril de 2019, sexta – Cassandra reconhece Judas Tadeu. Gabriela descobre sobre o sumiço de Zelote. Hélio tenta se aproximar de Livona. Zelote é espancado pelos soldados romanos. Lázaro pergunta qual é o plano de Shabaka Kesiah se abre com Hélio. Shabaka começa a falar sobre o plano de libertar Zelote. Nicodemos alerta Tadeu. Helena pede para falar com Petronius. Todos prestam atenção no plano de Shabaka. Petronius pede para os soldados pararem de espancar Zelote. Zelote é interrogado por Petronius, mas se mantém fiel a Jesus e não revela informações sobre os apóstolos. Assim que o centurião deixa a cela, o apóstolo clama ao Messias: “Que honra estar preso por causa do Seu nome, Senhor Jesus”. Chuza aceita participar do plano para libertar Zelote. Enquanto Ioná prepara as ferramentas inflamáveis para despistar a guarda, Kesiah também coloca ervas soníferas nas bebidas dos soldados romanos. Chuza e Hélio conseguem uniformes dos soldados para que os apóstolos entrem sem chamar a atenção. Madalena agradece o apoio de Joana, mas é surpreendida por Pilatos. Helena pede para Claudia interceder por Zelote. Madalena fala sobre Jesus com o governador romano. Lázaro finaliza os últimos detalhes do plano para libertar Zelote. Kesiah quase é vista por Petronius. Shabaka consegue uniformes de soldados romanos. Pedro se prepara para a execução do plano. Com o plano criado pelos seguidores do Messias, Pedro, Tiago Maior e João conseguem livrar Zelote da tortura. Tudo foi pensado para que ninguém se ferisse. Betânia se emociona ao encontrar o apóstolo, que ficou gravemente ferido. Madalena chega à hospedaria para avisar a todos que o plano foi bem sucedido e que Zelote já está seguro, mas muito ferido. Em conversa com Sula, Gabriela comemora: “Está vendo? Nosso Deus não nos desampara”. Petronius conta a Pilatos sobre plano que tirou Zelote da prisão e o deixa irritado. O governador questiona o envolvimento de empregados do palácio na armadilha. Ele ainda ameaça Petronius de retirá-lo do posto de centurião, caso não capture o apóstolo. Após duvidarem da ressurreição de Jesus, Ele aparece para um grupo de camponeses: “Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também”, como está escrito em 1 Coríntios 15:6. Chuza informa Pilatos sobre um grupo de pessoas que afirma ter visto o Messias. Em seguida, Pilatos recebe uma carta do Rei César citando os mesmos relatos e pede ao governador que resolva a situação, o que deixa irritado.

Capítulo 188, 15 de abril de 2019, segunda – Caifás avisa que só os romanos podem prender os apóstolos. O Sumo Sacerdote diz que pedirá uma audiência com Pilatos. Joana e Madalena temem serem descobertas. Em sonho, Petronius se lembra de Jesus caminhando enquanto carrega a cruz até a Sua crucificação. Ele ainda se recorda das palavras que disse ao ver o Messias crucificado: “Verdadeiramente, esse Homem era o Filho de Deus”. Arimatéia critica a perseguição aos seguidores de Jesus. Eloah e Bartimeu dizem que é preciso proteger os apóstolos. Helena se oferece para cuidar de Elias. Caifás pede para ser levado a Pilatos. Edissa e Deborah ficam revoltadas ao verem Longinus e Terencius debochando de um aleijado. Elas se surpreendem ao perceberem que é Caius. Deborah tenta conversar, mas ele a humilha: “Não toque em mim, judia imunda”. Bartimeu flagra um de seus clientes conversando com um soldado romano. Ele escuta o homem passando informações sobre a localização do esconderijo dos apóstolos. Assustado, ele decide tentar alertá-los sobre o perigo que correm. Deborah sente pena de Caius. Nicodemos conta a Tiago Justo e Arimateia que os sacerdotes descobriram onde os apóstolos estão escondidos. Imediatamente, os três correm até a hospedaria para avisar os seguidores de Jesus. Marta, então, se oferece para ajudá-los. Caifás e Anás se encontram com Pilatos para revelar paradeiro dos apóstolos, escondidos na casa de Eliaquim. O governador exige que Petronius encontre-os imediatamente. Jesus aparece para os apóstolos. Após duvidar dos relatos dos apóstolos, Tomé vê Jesus e se emociona. Assim como disse Tomé, o Messias lhe pediu que tocasse suas mãos e anunciou novamente: “Bem-aventurado os que não viram e creram”. Em seguida, ele pede que Suas palavras sejam espalhadas a todos. Deborah lamenta que ainda estejam caçando os seguidores de Jesus e se propõe a espalhar Seus ensinamentos. Acompanhada de Edissa e Cassandra, ela começa sua missão levando as palavras do Messias aos presos. Elas dizem para os prisioneiros manterem a fé.

Capítulo 189, 16 de abril de 2019, terça – Madalena se desespera ao saber que os apóstolos foram descobertos. Joana diz que houve uma tragédia. Marcos avista Petronius e os soldados. Tiago Justo e Lázaro se disfarçam para despistar os guardas na hospedaria. Pilatos convida Arimatéia e Madalena para tomarem vinho. Após revelarem a Pilatos o paradeiro dos apóstolos, Caifás e Anás comemoram com os outros sacerdotes. Eles acreditam que os discípulos foram descobertos e presos pelos soldados romanos. Joana volta a enfrentar Pilatos e reafirma que o Messias ressuscitou. Helena a defende e tenta convencer o pai a não prender os apóstolos: “Se o senhor encostar em um fio de cabelo de qualquer um deles, considere-se um homem sem filha”. Claudia também ameaça abandoná-lo. Petronius e seus soldados capturam Marcos, filho de Eliaquim, e o levam até o esconderijo dos apóstolos. Os soldados romanos não encontram os apóstolos no esconderijo. Lázaro e Tiago Justo tentam esconder o disfarce. Sula implica com Mirian. Yoná diz sentir falta de Jesus. Após chegarem a Galileia, Mateus se encontra com o Cornelius e conversam sobre como ficaram sabendo que o esconderijo foi descoberto. O apóstolo ainda conta como escaparam da perseguição de Pilatos e dos sacerdotes. Deborah conversa com Thiago Justo sobre os nomes que gostariam de dar aos seus filhos. Em seguida, Elias o surpreende anunciando que Deborah está grávida e ele se emociona. Dias após o desaparecimento dos apóstolos pela Judeia, Cassandra decide partir para Roma. Ela se despede de Claudia, Helena, Kesiah e informa que deixará o palácio em breve. Cláudia diz que sentirá falta de Cassandra. Pilatos culpa Petronius por não ter encontrado o corpo de Jesus. Irritado com o silêncio do centurião, o governador decide tirá-lo de seu cargo e substitui-lo por Longinus.

Capítulo 190, 17 de abril de 2019, quarta – Tadeu fala sobre seu amor por Helena. Livona fica satisfeita ao perceber que Caifás está gostando de seus serviços. Lázaro e Susana se declaram. Marta diz amar Malco. Betânia beija Zelote. Pedro e os apóstolos saem para pescar. Cassandra conta a Petronius que irá voltar para Roma e lhe pede que a acompanhe. Ele recusa o convite e anuncia que foi deposto de seu cargo, mas permanecera em Jerusalém: “Quero que você encontre a felicidade, seja da forma que for”, deseja à sua irmã. Petronius se despede de Cassandra. Pedro se decepciona com a falta de peixes. Caifás elogia o comportamento de Livona e Anás estranha. Apóstolos lamentam não ter pescado nada após horas no mar, quando, de repente, Jesus aparece. Eles só percebem que se trata do Messias quando Ele realiza um milagre: a rede de pesca fica repleta com dezenas de peixes. Jesus questiona a fé de Simão Pedro e lhe pede para apascentar as Suas ovelhas. “E disse isto, significando com que morte havia ele de glorificar a Deus. E, dito isto, disse-lhe: Segue-me”. João escreve em seu pergaminho. Os apóstolos e outros discípulos ficam maravilhados com as palavras do Messias. Caifás acorda assustado chamando por Livona e percebe que ela não está em casa. Enquanto anda pela casa, também descobre que todas as suas moedas foram roubadas e se enche de ódio. Soldados avisam Pilatos que samaritanos armados estão rumando para o local onde Moisés teria escondido seu tesouro. O governador, imediatamente, ordena um massacre em Samaria: “Quero todos mortos. Homens, mulheres ou crianças. Não deixem um só vivo para que a mensagem seja bem clara”. Estevão e Nicodemos caminham por Jerusalém e conversam sobre ensinamentos de Jesus, quando o jovem afirma: “Quem não toma Sua cruz e não O segue, não é digno Dele”. Nicodemos se alegra com sua pregação e elogia: “Aqui está você, me ensinando o que já devia ter aprendido há muito tempo”. Jesus pede que apóstolos sigam para Galileia e anuncia nova missão: “Façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinando a guardar todas as coisas que Tenho mandado”. Deborah reclama de tantos cuidados. Longinus se despede de Kesiah. Anás estranha a raiva de Caifás. Deborah visita Helena. Cláudia fica indignada com a cruel atitude de Pilatos.

ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO: Capítulo 191, 18 de abril de 2019, quinta – Quarenta dias após a ressurreição de Jesus, os apóstolos ainda se sentem inseguros e temerosos. Um mensageiro romano segue em direção à Jerusalém. Uma mulher samaritana e sua filha procuram Jesus. Pilatos recebe o mensageiro e descobre que terá que responder pelos seus atos à Roma. Sula diz não entender o motivo dos apóstolos seguirem para Jerusalém. Maria e Mirian conversam sobre o que motivou o pedido de Jesus a respeito do retorno à Jerusalém. Zelote se mostra determinado. Pedro diz para André que é muito agradecido pelo o que recebeu de Deus ao longo da vida, como a sua família. A ordem de Pilatos de promover um massacre em Samaria faz com que Claudia decida abandonar o marido. Para a surpresa do governador, Helena escolhe acompanhar a mãe e diz ao pai: “Nunca deu valor a nada do que dissemos”. João e Tiago Maior se despedem de Sula e Zebedeu. Alguns dias se passam. Lázaro ajuda Shabaka na hospedaria. Zebedeu e Sula visitam Sara. Marta se emociona ao ver Jesus chegando em sua casa. Pedro se entende com Malco. Decididas, Cláudia e Helena se despedem de Pilatos. Caifás fala mal do governador romano. Pilatos diz estar pronto para deixar o palácio. O Messias diz para Seus apóstolos que eles serão batizados com o Espírito Santo em breve.

PENÚLTIMO CAPÍTULO: Capítulo 192, 19 de abril de 2019, sexta – Após perder o cargo de governador, Pilatos relembra momentos que viveu com Claudia e Helena. Desmoralizado, ele abandona o palácio e segue em viagem à Roma para responder pelos seus atos a Cesar. Jesus chama os apóstolos até o Monte das Oliveiras. Os apóstolos obedecem ao pedido de Jesus e o acompanham até o Monte das Oliveiras. Helena sente falta do pai, Pilatos, mas, mesmo assim, mantém a decisão de ficar ao lado da mãe. As duas refletem sobre o quanto transformaram a visão a respeito da vida nos últimos tempos. Em seguida, elas se abraçam e choram de emoção. Maria Madalena discute com Petronius. Ela descobre que o centurião ajudou os apóstolos e se arrepende. Petronius diz ter visto Jesus ressuscitado e que mudou totalmente de vida após isso. Após fazerem as pazes, Maria Madalena aceita se casar com Petronius. Em seguida, os dois trocam um beijo apaixonado. Trinta anos se passam. Paulo e Lucas conversam e se preparam para escrever. Jesus leva os apóstolos até o Monte das Oliveiras e Paulo diz que eles tiveram uma visão que ficou marcada para sempre. Jesus diz aos apóstolos que eles serão suas testemunhas por meio do poder do Espírito Santo. Ele os abençoa e é abduzido por uma forte luz. Jesus parte para os céus. Os anjos Gabriel e Miguel falam com os discípulos.

ÚLTIMO CAPÍTULO: Capítulo 193, 22 de abril de 2019, segunda – Lucas pede para que Paulo continue falando sobre momentos antes da Ascensão de Jesus, quando Ele levou os apóstolos ao Monte das Oliveiras. “Lá eles tiveram uma visão maravilhosa, que os marcaria para sempre”, conta Paulo. Paulo conta que os apóstolos retornaram à Jerusalém e o que disse Pedro após o sétimo dia da Ascensão de Jesus: “E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do Meu Espírito derramarei sobre todas as pessoas. E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Enquanto andam por Jerusalém, Pedro faz como Jesus lhe ensinou: espalhar Suas palavras e batizar pessoas de todas as nações. “Pedro e todos que ali estavam já não eram mais os mesmos: falavam com autoridade e muita sabedoria”, explica Paulo a Lucas. Paulo relembra a história de Pedro e João, enquanto caminhavam rumo ao templo que fundaram. “Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e ande”, disse Pedro e curou um aleijado. Paulo conta que os apóstolos foram presos enquanto pregavam nas ruas de Jerusalém. Mesmo após serem libertados pelo anjo Gabriel, foram encontrados novamente e açoitados pelos guardas a mando de Caifás: “Nunca mais falem em Jesus”, ordenou o sacerdote. Paulo conta que, mesmo depois de sofrerem perseguição, os apóstolos continuaram espalhando as palavras de Jesus. Estevão foi o primeiro discípulo que se manteve fiel ao Filho de Deus até morrer apedrejado. A novela chega ao fim com a leitura de João 16:33: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo. Eu venci o mundo.” Fim.

O que você achou do final da novela “Jesus”? Não deixe de comentar! Quer lembrar o que acontece no início da trama? Acesse a página com o resumo dos primeiros capítulos de Jesus!

Compartilhe: