O Sétimo Guardião: Quem é o assassino que está matando os guardiões?

3

Quem matou Aranha, Ondina, Milu, Feliciano e o Delegado Machado em “O Sétimo Guardião”? Quem é o serial killer? Quem está matando os guardiões? Quem vai morrer? Saiba tudo!

Um grande mistério vai reinar nos próximos capítulos de “O Sétimo Guardião”. Após a explosão do reservatório de Serro Azul, a água da fonte milagrosa vai secar e um serial killer começará a atacar os guardiões. Um guardião morrerá a cada semana. Nessa semana, a vítima da vez é Aranha.

Delegado Machado – A primeira vítima

No capítulo que foi ao ar quinta-feira, 04 de abril, o delegado passou por uma grande humilhação – ao tentar impedir a população de invadir o casarão de Gabriel, alguns homens deixaram-o de calcinha no meio da rua. Após o episódio, ele se trancou na delegacia e passou a noite lá. Já no final do capítulo, Rita de Cássia encontrou Machado morto na delegacia, com um misterioso bilhete, afirmando que ele era apenas a primeira vítima.

“Este é o primeiro. Faltam seis”, dizia o bilhete do assassino.

A moça se desesperou e chegou a acusar a irmandade secreta “Olha esse bilhete aí no peito dele! Mataram meu marido! Bem que Joubert me avisou! Foram eles!” gritou aterrorizada.

Com medo de se tornar a próxima vítima, Rita de Cássia foi embora de Serro Azul.

Quem também se desesperou com a ameaça foram os demais guardiões, Padre Ramiro por exemplo, logo demonstrou que entendeu o recado do assassino: “Sabe o que isso significa? Tem uma arma apontada pras nossas cabeças! Machado ainda era um guardião, então os outros somos nós! Quem matou ele, quer matar mais seis! Ou seja… O criminoso vai vir atrás de nós! Estamos jurados de morte! Um a um!“.

Atormentados, os guardiões tentaram ler o livro da Irmandade em busca de uma solução para esse problema, mas Judith revelou que o objeto sumiu durante a invasão ao casarão.

Nenhum personagem foi mostrado em situação estranha, nem nenhuma pista que indicasse o responsável pela morte do delegado foi exibida.

Feliciano – a segunda vítima

A segunda vítima do serial Killer foi Feliciano. No capítulo que foi ao ar na quinta-feira, 11 de abril, Peçanha descobriu que o Delegado Machado morreu envenenado e os guardiões ficaram sabendo.

Prevendo que iria morrer, Feliciano foi para o cabaré de Ondina para beber. Lá, ele descobriu como o delegado morreu e comentou: “Se for o próximo, não vou sentir os efeitos do veneno! Morro bêbado… dormindo!

Depois de ter tomado vários drinks, Feliciano saiu do cabaré embriagado, já tarde da noite. O ex-mendigo olhou para a lua imensa no céu e começou a divagar “Marlene, ah, Marlene… Porque é que você foi fazer isso comigo?“, disse enquanto saiu caminhando, aos tropeções até desaparecer. Enquanto isso, alguém não identificado observava tudo. Na cena seguinte, quando Padre Ramiro chegou de manhã cedo abrir a igreja ele foi surpreendido com Feliciano deitado morto com um fiapo de sangue escorrendo da boca. “Meu Deus! Não… Não pode ser…Morto… Meu amigo querido… Morto!“, disse o Padre surpreso.

Assim como ocorreu com Machado, Feliciano também trazia um bilhete junto ao seu corpo.

“FALTAM CINCO”

O pânico tomou conta dos protetores da fonte que temem ser o próximo a morrer. “Um de nós vai ser o próximo, gente! Mas quem?“, questionou Padre Ramiro. “Eu… eu não quero morrer padre!“, respondeu Milu.

Já Ondina, demonstrou arrependimento: “Ele bebeu e dançou com as meninas até cair… literalmente. Quando quis ir embora, lembrei que tinha alguém nos caçando, que naquele estado ele seria um alvo fácil… Eu não devia ter deixado ele sair. Não devia!“.

Feliciano é encontrado morto / Divulgação (Globo)

Milu – A Terceira Vítima

Na semana passada, Milu foi a terceira guardiã a morrer. A sequência que culminou na morte dela começou a ser exibida na quarta-feira, 17 de abril. Elisa percebeu que a mística andava muito assustada e perguntou se ela havia tido alguma premonição. Milu disfarçou, alegando que era amiga das duas vítimas. A garota foi dormir e a esotérica ficou sozinha na cristalina.

Milu voltou a sua atenção para a bola de cristal até que, de repente, viu um vulto se aproximar da sua casa. Para aumentar o seu nervosismo, um forte vento abriu a porta da cristalina, derrubando tudo o que viu pela frente. A guardiã avançou para fechar a porta e, em um impulso de coragem, gritou para o nada: “Seja quem for: se quer me pegar, vai ter que correr muito!“!

O vento parou em Serro Azul e tudo voltou para o seu lugar. Milu caminhou para a rua e se surpreendeu com a escuridão: “O mundo inteiro apagou! Black-out total! Não estou enxergando nada!“, até que um barulho cortou o ar e Milu, misteriosamente, desapareceu.

No dia seguinte, Elisa procurou Milu na cristalina e se surpreendeu ao encontrar a porta aberta e o xale da esotérica caído na rua. Nervosa, ela correu até a igreja e contou tudo a Padre Ramiro, que alterado, já começou a imaginar o que havia acontecido. Foi então que começou uma mobilização para procurar a esotérica.

No capítulo que foi ao ar no dia seguinte, quinta-feira, 18 de abril, ela foi encontrada por Murilo. O filho de Sóstenes achou Milu sem vida sobre pétalas de rosas. “Ela está bem aqui, na minha frente, naquela cabana meio abandonada no meio do mato. E infelizmente… Ela está morta, Ondina“, contou o rapaz por telefone para a dona do bordel. O bilhete indicando que ela é apenas mais uma das vítimas também estava junto ao corpo.

“Faltam quatro”

Porém, ao contrário dos dois primeiros guardiões, a esotérica continua aparecendo na novela, como guia espiritual de Mirtes, que vai se revelar uma bruxa.

Adamastor encontra Ondina morta (Divulgação / Globo)

Ondina – A quarta vítima

A quarta vítima foi Ondina. Ela descobriu que é a mãe biológica de Luz e as duas tiveram uma conversa emocionante. Radiante com o encontro, Ondina voltou ao cabaré e avisou Adamastor que iria para o quarto descansar.

O tempo passou e Adamastor voltou ao quarto ver como a mãe estava: “Já descansou, Mamãe? Posso entrar? Eu sei que me pediu pra ficar sozinha, mas…“, disse o rapaz enquanto entrava. Lá, ele se deparou com uma xícara de chá caída no chão. Dominado pelo nervosismo, ele acaba encontrando o corpo de Ondina, com um novo e ameaçador bilhete.

“Faltam três”

Os últimos três guardiões Aranha, Gabriel e Padre Ramiro estão certos de uma coisa: ou eles descobrem quem é o assassino, ou serão a próxima vítima

Quem será o próximo a morrer?

O assassino em série terá um objetivo claro: liquidar com os membros da irmandade secreta. Um por um será morto. Saiba quem serão os próximos e o que se sabe sobre a morte deles.

O guardião que não morrerá

Um dos guardiães não morrerá! Segundo informações divulgadas por Aguinaldo Silva em entrevista à coluna da jornalista Patrícia Kogut, Padre Ramiro escapará da morte! “Não tive coragem. Tenho uma ligação forte com a religião católica. Se matasse um padre, estaria entrando numa zona obscura de minhas lembranças religiosas, da qual prefiro manter distância“, explicou o autor.

Aranha – a última vítima

Através de suas redes sociais oficiais, Aguinaldo Silva revelou ao público que o serial killer conseguirá liquidar apenas mais um guardião, totalizando 5 mortes. Aranha, Gabriel ou Padre Ramiro. Apenas um dos três morrerá. O autor ainda pediu a opinião do publico para decidir quem deve ser o último a morrer.

Levando em consideração que na entrevista com Patrícia Kogut o escritor confessou que não vai matar Padre Ramiro, podemos considerar que a dúvida estava entre Gabriel e Aranha. Entre Gabriel e Aranha, quem você prefere que morra? Embora a maioria do telespectadores alegasse preferir a morte de Gabriel, o autor decidiu matar Aranha.

De acordo com informações do portal Notícias da TV, em cenas previstas para irem ao ar entre os dias 03 e 04 de maio, Aranha vai ser envenenado ao cair numa armadilha. O médico vai ser atraído ao bordel de Ondina após receber uma mensagem de texto de um número desconhecido, assinada por Adamastor, na qual ele diz ter novas pistas do assassinato de sua mãe.

Chegando no local, o marido de Stella encontra uma mesa iluminada com um recado. “Fui na pousada resolver um problema. Enquanto me espera, toma uma dose desse uísque que ‘mamãe’ guardava só pra ocasiões especiais“.

Eu nem bebo. Mas se é pra fazer uma homenagem a Ondina… Conta comigo, Adamastor. Não posso fazer uma desfeita pra quem foi tão generoso comigo sempre… O momento pede… Hum, tem cheiro de cravos“, diz o guardião enquanto serve a bebida para tomar.

Após beber, o guardião dará de cara com o assassino: “Está fazendo o quê aqui… A essa hora?!” e logo, vai se dar conta de que caiu numa armadilha. Sentindo os efeitos do veneno, ele leva a mão ao peito, olhando para o serial killer de forma aflita. “Meu coração tá disparado… me ajuda!”, falará caindo no chão. Antes de falecer, ele deixará claro que desvendou o mistério.

“O tempo todo era você… quem estava matando a… Irmandade…”, fala antes de morrer.

Aranha dá seu último suspiro e um filete de sangue sai pela boca. Uma mão enluvada coloca sobre o peito do médico um cartaz escrito à mão: “Faltam dois”. E a cena termina. O rosto do assassino não é revelado ao público. Enquanto isso, sua mãe Mirtes verá na bola de cristal que o filho está morto e ficará em choque.

Aranha será o primeiro guardião a ser enterrado. Mirtes vai inventar que o filho morreu dormindo e o corpo não será levado para o necrotério. Dessa forma, em cenas previstas para ir ao ar no dia 09 de maio, próxima quinta, ocorrerá o cortejo até o cemitério.

No roteiro, Aguinaldo Silva pediu muita emoção para a cena – “O padre sai primeiro. Em seguida, vêm os caras da funerária com o caixão, trazendo-o até colocar no carro fúnebre e cobri-lo com as coroas de flores. Sai Mirtes, depois Stela, que para apenas por um instante“.

Aranha ainda vai ganhar uma homenagem de Gabriel. Na cerimônia, o guardião-mor vai discursar “Era um grande homem! Era parte importante daquilo que se pode chamar de essência, da alma desta cidade. Deixemos que os seus entes queridos cumpram o dever de chorar por ele. Mas cabe a nós, nesse seu último momento sob a luz“.

Será que com isso podemos descartar a possibilidade dos guardiões estarem vivos? Ou será que essa sequência é justamente para despistar?

Machado, Feliciano, Milu e Ondina serão os primeiros a morrer

Como o assassino mata

O misterioso assassino mata suas vítimas envenenadas com cianureto, uma substância usada para eliminação de pragas e como um veneno fatal.

Os suspeitos

A partir da morte de Feliciano, o autor começou a dar pistas sobre quem é o serial killer que está matando os guardiões. Vários personagens serão colocados em situações duvidosas e misteriosas, se tornando suspeitos pelos crimes. Em matéria divulgada na semana passada no site oficial da novela, o autor revelou uma lista oficial com os nomes dos suspeitos.

1. Eurico

Eurico jurou que iria se vingar dos guardiões. Isso fará com que Marilda desconfie do marido e imagine que ele está por trás das mortes. Ela ainda vai se basear no fato de que ele sumiu de casa na noite dos três primeiros assassinatos, mas ao ser pressionado pela primeira-dama negará as acusações.

Ondina e Milu também vão ver o prefeito como um dos principais suspeitos. Em conversa, Ondina defenderá o ponto de vista: “Ele foi expulso da irmandade, foi castigado, se bandeou para o lado da Valentina primeiro, agora para o lado do Olavo. Já provou que é capaz de tudo!“.

Além disso, a ganância do prefeito para enriquecer com a exploração da fonte também seria um dos motivos para ele liquidar com os guardiões.

Revista TiTiTi diz que Eurico é o assassino

De acordo com reportagem da Revista TiTiTi, o assassino seria Eurico. O motivo, como já descrito acima seria uma vingança contra a Irmandade. O personagem inclusive já foi visto debochando das mortes. Em cena exibida no capítulo do dia 13 de abril, Eurico aparece falando sozinho “De quem é a vez, qual guardião será o próximo? Uni duni tê, salame minguê, um sorvete colorê, o escolhido foi…“, gargalhando em seguida.

Será que a revista está certa e de fato é Eurico quem está se vingando dos guardiões? Ou ele está apenas se sentindo vingando com esse serial killer atacando a irmandade?

ATUALIZAÇÃO: Com a descoberta de que o serial killer é uma mulher, Eurico está descartado.

2. Judith

Além de receber a ordem do fantasma de Egídio de “fazer o que deve ser feito“, a empregada tem sido vista agindo de maneira suspeita, com olhares enigmáticos e saídas misteriosas durante a noite.

Ademais, em conversa sobre a morte de Ondina, a governanta vai deixar escapar um comentário suspeito: “Pelo menos, ela não sofreu”. Questionada sobre o que quis dizer, ela logo vai se esquivar “Desculpe, só quis dizer que há formas piores de morrer… Mas não queria abrir debate sobre isso. Se precisarem, estou na cozinha”.

Revista Minha Novela diz que Judith é a assassina

Contrariando o que foi divulgado pela Revista TiTiTi, a Revista Minha Novela divulgou que quem está matando os guardiões é Judith. De acordo com a publicação, nos capítulos finais da trama o público descobrirá que Judith está matando os integrantes da irmandade a mando de Egídio.

Será que alguma das duas revistas está certa?

3. Valentina

Marcos Paulo vai ficar intrigada ao flagrar a mãe de Gabriel saindo sem carro à noite, logo antes da morte de Feliciano.

Entre os motivos citados para Valentina ser a assassina, estão o fato dela ser louca para se apoderar do casarão e enriquecer com a água da fonte, além da mágoa que ela tem pelas desilusões que sofreu no passado em Serro Azul, quando foi abandona por Egídio no altar e humilhada por toda a cidade. Não ter ganhado abrigo no casarão quando foi expulsa do sobrado também enfureceu a mãe de Gabriel.

ATUALIZAÇÃO: A mãe de Gabriel estava presa durante o assassinato de Aranha, logo não pode ser a responsável.

4. Sampaio

Uma cena vai mostrar o personagem de Marcello Novaes carregando o revólver e se esforçando para não ser notado. Ele olhará para todos os lados para se certificar de ninguém o viu.

Assim como a maioria dos suspeitos, uma das principais razões que justificariam que Sampaio é o assassino seria a oportunidade de ganhar rios de dinheiro com a fonte. Matar os guardiões poderia ser também uma forma de colocar a mão na fonte e se vingar de Valentina por tantos anos de desprezo. Existe ainda a possibilidade dele estar apenas cumprindo ordens de Laura ou Olavo, como já fez outras ocasiões.

ATUALIZAÇÃO: Com a descoberta de que o serial killer é uma mulher, Sampaio está descartado.

5. Olavo

A cobiça também seria a principal justificativa para Olavo ser o culpado pelas mortes. O personagem de Tony Ramos tem feito de tudo para tirar os guardiões do seu caminho e se apoderar da fonte.

A vingança contra Valentina por ter tentado matar sua filha e por ter escondido as fórmulas verdadeira da fonte, também estão entre os porquês que poderiam ter incitado o lado assassino do personagem.

ATUALIZAÇÃO: Com a descoberta de que o serial killer é uma mulher, Olavo está descartado.

6.Laura

A filha de Olavo é apontada como uma das suspeitas por estar com sangue nos olhos desde que foi abandonada por Gabriel no altar e pela tentativa de assassinato sofrido por Valentina. Além disso, ela pode estar tramando para apoiar seu pai no objetivo de conseguir colocar as mãos na água da fonte.

7. Mirtes

Mirtes também foi vista em atitude suspeita pelo público. A personagem de Elizabeth Savalla soltou a frase “Saudades do Tarja Preta! Mas ele não é a única palmatória do mundo, há outro meio de punir os hereges dessa cidade. Eles vão pagar, um a um“. Na sequência, ela abre a porta de seu quarto para verificar se o caminho está livre.

Outro ponto importante, é que na cena em que o corpo de Feliciano é encontrado, Mirtes não demonstra um pingo de compaixão. “Ajoelhando até pro mendigo, padre?“, questionará. Ramiro responde “A senhora não respeita ninguém?! Nem um homem morto?! (…) Já que gosta tanto de orar, aproveite e reze pela alma dele!“, dirá deixando o local. Sozinha, Mirtes concluirá “É assim que se faz justiça. Matando o pecador!“.

Entre os motivos estaria o senso distorcido de justiça, já que a beata odeia tudo o que não está de acordo com suas regras, e vingança pela fonte ter secado bem quando ela iria experimentar as suas propriedades.

No entanto, a personagem pode ser facilmente descartada. Além de passar por uma transformação, assumindo o lugar de Milu – e inclusive recebendo orientação do espírito da esotérica, a mãe de Aranha verá a morte dele pela bola de cristal, indicando que ela não estava presente quando o filho morreu e viu o rosto do assassino.

Sampaio encontra pista de que serial killer é mulher!

De acordo com informações do Jornal Extra, Sampaio, agora delegado, vai encontrar uma pista de que o serial killer é uma mulher. Investigando a morte de Ondina, ele vai encontrar um botão de madrepérola no quarto onde ela foi achada morta e guarda em seu bolso.

A sequência sugere que se trata de uma assassina e vai deixa no ar a sensação de que o delegado pode querer encobrir a criminosa.

Tudo de mentirinha?

O mistério em torno da morte dos guardiões pode ser maior do que se imagina. Chegou a ser cogitado a possibilidade de tudo não passar de uma farsa. Isso porque no caso de Feliciano, Machado, Milu e Ondina, os corpos dos quatros foram levados para perícia em Greenville e não se falará mais nada. Não estão previstos nem velório nem enterro das vítimas. Eles simplesmente desapareceram e ninguém tocou no assunto.

Será que todos vão retornar vivos nos últimos capítulos? Ou será que há outra explicação para ausência do velório/enterro?

A teoria que estava rolando nos bastidores da novela é que todos estavam vivos e que tudo não passou de um plano de Judith e Egídio para unir novamente a irmandade e seus integrantes. Porém toda essa teoria foi por água abaixo! Descubra a seguir, a verdade por trás dos assassinatos.

Fim do mistério: Judith é a assassina!

O mistério em torno da morte dos guardiões chegou ao fim. A assassina de Machado, Feliciano, Milu, Ondina e Aranha é Judith! Uma das principais suspeitas, ela vai confessar ser a culpada ao falhar na hora de matar os dois últimos guardiões.

A sequência de cenas que culmina na confissão começa com Judith tentando envenenar Padre Ramiro. Ela prepara um chá com o veneno, mas não consegue entregar. Isso porque no meio do caminho Gabriel vai interrompê-la e tentará ficar com o chá para ele, nervosa ela vai fazer o protagonista derrubar a xícara no chão antes de beber.

Valentina vai perceber o nervosismo da emprega e desconfiar. Enquanto isso, Judith volta para a cozinha e diz “Eu falhei, seu Egídio. Eu reconheço isso… E estou pronta para aceitar meu castigo“. No dia seguinte, ela vai ser questionada por Gabriel e Valentina e vai acabar confessando que estava por trás dos assassinatos.

A personagem de Isabela Garcia vai justificar que foi Egídio quem lhe ordenou que matasse todos por terem falhado no objetivo de proteger a fonte, quando permitiram que o casarão fosse invadido pelo povo de Serro Azul:

“Seu pai me mandou fazer isso, assim como mandou matar vocês todos. A ideia era matar os sete. Mas sobraram dois. Eu fracassei… E fui punida por isso”.

Na sequência, Judith confessará que tomou o chá envenenado como punição e vai pagar com sua vida por ter falhado na missão. Valentina não se conformará e vai ter sugerir uma ambulância para que a serial killer não morra sem pagar pelos seus crimes.

“Ela vai morrer sem pagar pelos crimes que cometeu, Gabriel?! Liga pro Geandro, pede para ele trazer a ambulância”.

No entanto, a empregada vai alegar que já é tarde demais e se mostrará disposta a dar detalhes dos crimes: “Se querem me perguntar alguma coisa aproveitem. Meu tempo é pouco”. As informações são do portal Observatório da Televisão. A cena está prevista para ir ao ar no dia 16 de maio, quinta-feira, durante o penúltimo capítulo da novela.

O que você está achando desse mistério todo? Imaginava que esse seria o desfecho dos assassinatos? Conta pra gente nos comentários tudo o que você está pensando!

Compartilhe: